Olivença e os Terceirenses

A simpática Vila fronteiriça de Olivença é neste início de Março o centro da geografia taurina mundial. Lugar de destacada discórdia histórica entre Portugal e Espanha, nos tempos da monarquia, é hoje em dia um ponto de união fundamental entre os aficionados de Portugal e Espanha. Os excelentes cartéis, repletos de figuras e com as melhores ganaderias, são um predicado para sucessivas praças cheias de público.

A feira de Olivença tem, para os açorianos, um caráter especial pois são muitos os que viajam desde o centro do Atlântico até às terras da Extremadura espanhola para assistirem à corrida integral. Em média anualmente são mais de 120 os terceirenses, graciosenses e jorgenses que marcam presença nas corridas da Feira de Olivença e que marcam a tradição, que já tem mais de 20, de se ir «aos toiros a Olivença».

A escassos 20 minutos da Cidade de Elvas a localidade oliventina catapulta-se cada vez mais como uma das mais importantes feiras da Extremadura espanhola sendo considerada já como praça de 2ª categoria. Figuras como Morante de La Puebla, Ponce, Juli, Talavante e Perera dão nome próprio a esta feira do máximo interesse para nós açorianos que comemora 25 edições em 2015.

olivença