Falou-se de Toiros

Apraz-nos dizer que se falou de toiros e na Ilha Terceira no início da primavera. A Casa da Lata na Ribeirinha recebeu 4 eventos semanais onde se deu largas à reflexão sobre toiros, terminando com um virtuoso despique de Filarmónicas que terminou com casa cheia para os lados da Ribeirinha. As Filarmónicas Recreio dos Lavradores da Ribeirinha e Recreio Serretense deram o mote para uma noite de máximo interesse taurino.
O destaque do passado fim-de-semana vai para a organização da Casa do Povo de S. Brás, que já tradicionalmente organiza serões de máximo interesse dedicados à festa de toiros. A casa do povo desta freguesia do Ramo Grande engalanou-se mais uma vez para receber duas jornadas, a primeira na sexta-feira com a presença da ganaderia de Ezequiel Rodrigues e Serafim um antigo pastor e no sábado com a presença dos ilustres Dr. Joaquim Grave, ganadero e Médico Veterinário e Rui Salvador figura do escalafon dos cavaleiros portugueses. Foram noites de máximo interesse e a pedir repetição no próximo ano.
Os eventos programados nas freguesias da Ribeirinha e S. Brás, dão conta de uma ilha aficionada que fervilha quando se fala do rei da festa…o toiro bravo.

Fonte